PREENCHIMENTO DÉRMICO

Quando jovem, a pele é uniforme, firme e elástica. O ácido hialurónico é uma das substâncias que contribuem para estas características da pele. Com o avanço da idade, a quantidade produzida de ácido hialurónico diminui, resultando na redução da hidratação e elasticidade da pele e contribuindo para o aparecimento de rugas e linhas de expressão.

O ácido hialurónico é um polímero linear e natural, composto por ácido glucorónico e N-acetilglicosamina, e que se  encontra na maioria dos tecidos e fluídos do corpo tais como a pele (epiderme e derme), o humor vítreo do olho e o líquido sinovial das articulações.

O ácido hialurónico tem um extenso  leque de aplicações biomédicas e é amplamente utilizado devido às suas excelentes propriedades físico-químicas: é biodegradável, biocompatível, não tóxico,  não imunogénio, tem propriedades viscoelásticas  e higroscópicas únicas que melhoram a lubrificação dos tecidos e a sua resistência a danos mecânicos.

Um rosto envelhecido é caracterizado pela perda de volume subcutâneo o que se  traduz num aumento de vasculatura facial, alterações de pigmentação e aumento das linhas e rugas da pele.  Esta perda de volume decorre do estreitamento da epiderme e atrofio dérmico com perda dos tecidos elásticos bem como de ácido hialurónico e colagénio.

Uma das muitas aplicações biomédicas desta macromolécula é  a sua utilização como preenchedor dérmico (dermal filler).  As suas propriedades higroscópicas permitem que se ligue a um elevado número de moléculas de água e assim preencher  o espaço extracelular dos tecidos com o aumento do volume subcutâneo da pele e atenuação de linhas e pregas faciais.

Óptimos resultados podem ser obtidos na correção das dobras e rugas nasolabiais e dos cantos da boca (marionette lines) , na alteração da forma e volume dos lábios e na atenuação das rugas horizontais da testa. É também utilizado para atenuar depressões/cicatrizes na pele provocadas por acne e queimaduras.

O tratamento com ácido hialurónico consiste numa série de pequenas  injecções intradérmicas ou subcutâneas de pequenas quantidades desta substância com um efeito de preenchimento dérmico com uma duração aproximada de 6 a 12 meses. Para resultados óptimos são recomendadas várias sessões de tratamento.

 

O ácido hialurónico é o dermal filler mais popular para repor o volume da pele provocado pelo envelhecimento e é o 5º tratamento estético não cirúrgico mais realizado nos Estado Unidos.